Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

Desemprego Local

O desemprego está a transformar-se num drama não apenas nacional, mas à escala global. Todavia, a consciência social - com ressalva para os que o sofrem na pele - ainda não se encontra devidamente desperta para o facto. Vemos as pessoas, na sua vida quatidiana, alheias ao fenómeno e ocupadas com trivialidades.

 

Mas o assunto é sério, e requer a mobilização da sociedade civil para minorar os seus efeitos mais perniciosos. Impõe-se reatar relações de vizinhança e de proximidade, de modo que cada pequeno aglomerado melhor se conheça e melhor se entreajude. É preciso estar atento às necessidades mais prementes do nosso vizinho e não estar  à espera que ela nos venha pedir. O casal desempregou-se e tem filhos pequenos ou idosos a seu cargo? Se sim, é um sinal de alarme que não pode ser ignorado.  

 

Ressalvados estes aspectos - importantes - ´é altura de questionar a Autarquia, nomeadamente o seu Presidente, sobre o que tem feito para combater o desemprego. Ele que invocava a qualidade de empresário e disso fez cavalo de batalha na campanha eleitoral, para alardear a facilidade em trazer investimento criador de emprego para a Póvoa de Lanhoso, deve agora  fazer prova do facto. Se assim não for, ou é falta de vontade ou a apregoada influência junto dos seus pares, não passava e não passou de fogo  de vistas para enganar incautos.

publicado por casadasagras às 22:03
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De joão vieira a 6 de Fevereiro de 2009 às 22:39
A crise faz jeito a " certos filhos da mãe". Há quem esteja a enriquecer à custa da crise.
Não falo de casos locais, porque não conheço, mas que há muitos empresários que despedem para ganhar dinheiro, lá isso há.
O raciocínio é fácil de fazer. Uma empresa fecha " sustentada na crise" e os trabalhadores são lançados para o subsídio de desemprego. Entretanto, o empresário cria uma nova empresa e vai receber os benefícios do estado para a criação de novos empregos. Resumindo, o empresário está a "roubar" o estado de duas maneiras: obrigando o estado a pagar subsídios de desemprego desnecessários e a não pagar as contribuições para a Segurança Social de acordo com a lei.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. O que diz Passos Coelho?

. Ressuscitado? ainda não! ...

. Um laivo de dignidade.

. Novos Orgãos Autárquicos

. Curiosidades

. Eleições Autárquicas

. Autárquicas 2013

. Sócrates não desiludiu.

. Novidades Muitas

. Foi muito importante o c...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags

.favorito

. As gorduras, sempre as go...

. Um Exemplo de Coerência

. Opções Erradas

. O MONSTRO

. Contradições

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds